Redes Sociais

[Resenha] A Seleção - Kiera Cass


Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765015
Ano: 2012
Páginas: 368
Nome Original: The Select
Série / Trilogia: The Select #1
"Não queria ser da realeza. Não queria ser Um. Não queria nem tentar."
A Seleção é o primeiro volume da série escrita pela autora Kiera Cass e publicada pelo selo Seguinte da Companhia das Letras. Os outros dois livros já foram publicados no Brasil e se chamam A Elite e A Escolha, também possui alguns livros extras para a alegria dos fãs.

Na história de A Seleção temos um país chamado Illéa, que fica localizado onde hoje em dia temos a América do Norte. Depois da 3° Guerra Mundial, onde a China tomou o controle dos EUA e da 4° Guerra Mundial, quando os norte-americanos retomaram o controle foi criado um novo pais, que se tornou uma monarquia.

Illéa é dividida em Castas, onde cada uma tem suas regras e profissões já determinadas. Obviamente há castas inferiores e as que podem usufruir do luxo. Para mudar de casta deve se seguir algumas burocracias, pode-se mudar por casamento, por compra de título (caso alguém de uma casta inferior consiga juntar dinheiro suficiente) ou por Recrutamento Militar. Para algumas jovens mulheres também tem A Seleção, que é feita quando o príncipe escolhe sua futura esposa entre 35 garotas de todo o país.

America Singer vive na casta 5 e é uma artista, assim como toda a sua família, mas as coisas ficam muito difíceis em determinadas épocas do ano e sua mãe começa a se desesperar. Ela insiste que America deveria se inscrever para A Seleção, que ajudaria sua família (eles enviam uma ajuda para os parentes da candidata) e que poderia um dia ser rainha de Illéa.

Mas ela possui bons motivos para não querer chegar perto do príncipe. Além de seus preconceitos quanto a realeza, seu coração já tem dono. Ao seu ver não faz sentido algum se candidatar para ser a esposa de alguém que ela nem conhece, mesmo com todos os benefícios. Mesmo assim ela acaba concordando, com a convicção de que jamais seria selecionada entre as milhares de concorrentes. Qual não foi sua surpresa quando ela é chamada, e mais ainda quando ela se vê feliz por partir.
"O telefone tocou. E não parou mais de tocar por dias." pág. 66 
America agora tem que conviver com garotas que estão em busca do mesmo prêmio: o coração do Príncipe Maxon. Mas ela não está interessada em competir, ou será que está? Conforme ela se aproxima do homem mais desejado da nação, percebe que a imagem que tinha dele pode estar errada e que ela pode sim, se apaixonar novamente.

Em paralelo com esse conto de fadas que é conviver num palácio com a família real, viver com todo o luxo que pode ser oferecido e se apaixonar, temos os conflitos com os rebeldes nortistas e sulistas, que atacam a propriedade e que estão cada vez mais ousados em suas investidas.

Kiera Cass nos transporta para sua história, sua narrativa é tão cativante que o livro é devorado em apenas algumas horas. Fazia tempo que não lia algo que me prendesse tanto. Em questão de um dia (acredito que menos que isso) consegui terminar o livro e já estou louca por sua continuação.

A personagem principal America é encantadora, não tem como não se divertir com suas trapalhadas, atitudes impulsivas e seu humor. Ri muito em algumas partes da leitura e sua simpatia conquista à todos, tanto em Illéa quanto na vida real.
"Eis o homem que ia liderar nosso país: alguém que era vencido por lágrimas. Era engraçado demais." pág. 171
A única coisa que posso dizer que me incomodou foi a previsibilidade da história. Já sei onde o romance irá acabar e tenho certeza que os outros leitores também irão descobrir muito fácil. Além de todos os clichês presentes no livro. Mesmo assim estou empolgada e quero acompanhar America até o final de seu "conto de fadas", esses detalhes não diminuíram minha vontade de ler a série toda.

Sobre a autora:


Quando terminou o ensino médio, sua ambição era o teatro, e foi para Coastal Carolina University, se formando em Teatro Musical. Depois foi para Radford University e mudou para Música. Então Comunicação. Em seguida, História. Acabou estabelecendo-se em História, mas mudou-se para Blacksburg, casou teve filhos. Depois disso, tornou-se dona de casa para ficar em casa com os filhos.
Em 2007, abalada por uma tragédia local, tentou um monte de coisas para se recompor, resultando em se sentar para escrever uma história onde o seu personagem teve que lidar com seus problemas. Escrever lhe ajudou a lidar com todas as coisas que estava sentindo. Acabou por não terminar essa história, porque começou a escrever The Siren. Depois de adquirido o hábito de escrever, teve muitas idéias, incluindo The Selection e um punhado de outras que estão esperando sua vez.Atualmente vive em Blacksburg, VA, com seu marido e filhos.
 Site oficial / página no skoob / twitter
© ATRASADA PARA O CHÁ- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por