[resenha] Em Busca do Amuleto de Aloni (As quatro portas do Tesouro) - E. Samuel


Em Busca do Amuleto de Aloni é o primeiro volume da série As quatro portas do Tesouro escrita pela autora nacional E. Samuel, publicado de forma independente. Esse é mais um infanto juvenil que me faz lembrar que mesmo tendo 23 anos ainda me aventuro e adoro livros indicados para uma faixa etária bem abaixo da minha. (Síndrome do Peter Pan? talvez...)

Nesse primeiro volume somos apresentados ao trio Daniel, Júlio e Marcelo que irão nos acompanhar nessa história, cada um com sua personalidade particular. O desenvolvimento deles é bem trabalhado e não tem como o leitor não se identificar com pelo menos um deles e ficar o tempo todo torcendo para que superem seus medos e saiam dessa aventura com boas histórias para contar.

Daniel é o garoto novo na cidade, acabou de se mudar e fez logo amizade com os outros dois. Com uma curiosidade e teimosia de dar inveja ele acaba tomando a frente do grupo e passa - pelo menos para mim - a ser um líder, mesmo não sendo o mais forte ou mais inteligente do grupo. 

O primeiro amigo que ele faz na cidade é Júlio, que estava sofrendo nas mãos de garotos maiores. Já que é um típico nerd sempre sofreu por gostar de estudar. É o mais inteligente entre os três mas acaba pensando sempre de um modo mais racional, o que em algumas situações não é o melhor a se fazer. Seu melhor amigo sempre foi Marcelo, que é o seu oposto. 

Marcelo é bem grande e mete medo nos outros por isso, mas tem um coração de ouro e não gosta de arranjar confusão. Assim que se torna amigo de Daniel decide apresentar a cidade ao novato, uma das paradas acaba sendo num grande mistério da cidade, a Mata de Anatema. Muitos tem medo e nunca entram la, mas nada consegue passar das lendas contadas na cidade. Mesmo assim ele prefere se manter longe dela.


Mas quem disse que Daniel iria deixar barato, mesmo com os outros dois insistindo para que não se metam em encrencas ele precisa descobrir a verdade sobre a Mata e todas as histórias que a envolvem. Então começam uma investigação para saber o que os moradores sabem sobre a tal Mata de Anatema, mas  há somente uma pessoa que realmente irá lhes dar alguma informação importante, a Bruxa.

Quando finalmente entram na mata eles descobrem que o difícil não é entrar e sim sair de lá, agora eles precisam ficar unidos e ser corajosos para conseguir voltar para casa, uma jornada que irá levá-los para a maior aventura das suas vidas.

A narrativa é em 3ª pessoa e bem simples, as descrições dos locais é feita de forma detalhada mas não chega a ser cansativo, o que faz com que o leitor seja transportado para o mundo que a E. Samuel criou.

Um livro com magia, aventura e criaturas fantásticas, recomendo para todos que gostem de um infanto juvenil bem escrito e leve.

Sobre a autora:

"Escrever um livro não é fácil, agora, falar de mim, aí está uma tarefa difícil! Se eu tivesse que me definir em uma palavra, estaria perdida! Nem que minha vida dependesse disso, não conseguiria! Preciso de muitas, muitas palavras! E mesmo assim, elas tem que ser escritas com lápis, pois estão sempre mudando.

Sou engenheira de formação, mãe de profissão, designer de joias nas horas vagas e escritora de coração. Adoro tudo o que envolve criatividade, desde criar (e fazer do nada) uma peça de joia, um desenho, até escrever uma história, ou um livro! Minha cabeça tem que estar sempre funcionando, inventando, imaginando!

Mudo como o vento, a cada momento me envolvo com alguma coisa diferente. Mudo de casa, faço novos amigos, invento um novo negócio, mas algumas paixões sempre retornam e escrever é uma delas." Bio retirada do site da autora.

© ATRASADA PARA O CHÁ- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por