[resenha] Pseudônimo Mr. Queen por Loraine Pivatto


Nº de Páginas: 404
Autor: Loraine Pivatto
Editora: Independente

Publicado em: 2015
Nota: 4/5

Agora serão 2 vidas: A primeira até os 70 anos,A segunda, a partir dos 20 e até os 100.150 anos no total.Nenhum segundo a mais.

Pseudônimo Mr. Queen foi publicado pela autora Loraine Pivatto de forma independente e cedido para leitura através dos diversos booktours que ela está promovendo pelo Brasil. (Caso queira participar entre em contato com a autora através do email: lorainepivatto@gmail.com)

A temida profecia Maia foi cumprida e o mundo acabou em Dezembro de 2012, pelo menos para a maioria da população mundial. Alguns sobreviventes precisam enfrentar a dura realidade de ter perdido tudo, mas ter ganho uma nova chance de viver.

Todos os sobreviventes têm o mesmo sonho onde as novas regras são explicadas e a promessa de a sociedade finalmente alcançar a paz que sempre almejou.


Os escolhidos iniciam um novo mundo, baseado nas novas regras passadas através dos sonhos.
Agora serão 2 vidas: A primeira até os 70 anos,A segunda, a partir dos 20 e até os 100.150 anos no total.Nenhum segundo a mais.
A nova sociedade começa a surgir:Sem desigualdade,Sem dinheiro,Sem doenças,Sem possibilidade de mortes prematuras,Exceto por uma maneira.
 A história é dividida em três partes onde foca nas mulheres da família Brandão. Que começa com Regina, - que nos é apresentada logo no início do livro - Larissa e finalmente Vitória. A narrativa é em terceira pessoa e acompanhamos essas personagens enfrentando seus problemas pessoais e também vendo como a sociedade lida com os problemas que vão surgindo.

Com o tempo as pessoas começam a ficar entediadas com esse mundo perfeito, onde todos são iguais. A necessidade de se destacar, de burlar as regras vai crescendo cada vez mais. Até que um sistema de pontuação surge e se torna o desejo e obsessão de muitas pessoas. É nessa nova fase que Mr. Queen aparece, um compositor que vive no anonimato e atiça a curiosidade de todos.

Essa necessidade do ser humano de ser reconhecido, de se sentir único e de tudo o que é capaz para alcançar seus objetivos é abordado no livro. Além da falta de capacidade das pessoas em se sentirem felizes com o que tem.

O melhor e o pior das pessoas se apresenta em diferentes personagens, enquanto vemos alguns que são extremamente egoístas e que são capazes de atos terríveis para se dar bem, temos também pessoas altruístas que tentam ao máximo fazer com que a sociedade seja melhor para todos.

Foi uma leitura prazerosa e uma ótima surpresa, eu imaginei que fosse um livro cheio de ação por ser pós-apocalíptico mas ele foca mais nas pessoas e possui uma forte crítica à sociedade atual.

Recomendo a leitura e agradeço a autora pela oportunidade de conhecer mais um trabalho de sua autoria.

Sobre a autora:

Gaúcha, nasceu e vive em Porto Alegre. Graduada em Informática pela PUCRS e pós-graduada em Análise de Sistemas nesta mesma Universidade, trabalha há mais de dez anos na área de Tecnologia da Informação, como Administradora de Banco de Dados. Além dos computadores, sempre teve muito interesse pelas formas de expressão artística, em especial a literatura, o cinema e a música. Sua mãe era educadora, e o contato com o seu trabalho lhe despertou desde muito cedo o gosto pela leitura. Além disso, sempre teve um espírito crítico bem aguçado quanto às questões comportamentais. Gosta de escrever e busca inspiração naquilo que observa. "Criar personagens e situações que mexam com os leitores, explorando sentimentos e emoções tão comuns na vida de cada um de nós, como o medo, a insegurança, o ciúme, o amor, a paixão, a solidão, a ansiedade, e tantos outros, além de ser um grande desafio, é uma enorme fonte de prazer para mim."
© ATRASADA PARA O CHÁ- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por