Redes Sociais

[resenha] Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban por J.K. Rowling



Título original: Harry Potter and the Prisoner of Azkaban
Nº de Páginas: 318
Autor: J.K. Rowling
Editora: Rocco

Publicado em: 2000
Série/ trilogia: Harry Potter #3
Nota: 5/5 (favorito)


"Deixem-o dormir, porque nos sonhos entramos num mundo inteiramente nosso, deixem que flutue na mais alta nuvem ou que mergulhe no mais profundo oceano."

Confira as resenhas dos dois livros anteriores: A Pedra Filosofal A Câmara Secreta.

Esse é o terceiro volume da aclamada série Harry Potter, que atraiu tantos novos leitores para esse mundo maravilhoso dos livros. O número de páginas dos livros fica cada vez maior, o que é ótimo para nós, já que a leitura flui com tanta facilidade que 300 páginas passam voando.
Pode se encontrar a felicidade mesmo nas horas mais sombrias, se a pessoa se lembrar de acender a luz.
Harry Potter não gosta das férias de verão, os Dursleys o tratam como lixo e na maior parte do tempo fingem que ele não está ali. Mas tudo fica pior quando a irmã do Tio Válter vem visitá-los e passar alguns dias com eles. Tia Guida insiste em apontar todos os erros de Harry, mesmo aqueles que não existem, adorando provocá-lo e reclamar da sua família. Mas ela acaba atingindo o limite e Harry transforma ela num balão.

É proibido que os bruxos menores de idade realizem magia fora da escola, portanto Harry sabia que havia entrado numa grande encrenca. No meio da raiva e do medo ele foge com todas as suas coisas e acaba encontrando o Nôitibus Andante, um ônibus que leva os bruxos aonde eles quiserem numa velocidade... bem, mágica.

Então ele é levado para o Caldeirão Furado, onde é recepcionado pelo próprio Ministro da Magia, Cornélio Fudge. O seu primeiro pensamento é que será levado para Azkaban, a prisão dos bruxos, mas percebe que suas infrações foram perdoadas e que todos os bruxos estão amedrontados, pois um prisioneiro de segurança máxima (Sirius Black) escapou.

Harry Potter não tem apenas que se preocupar com as partidas de quadribol e as aulas que terá pela frente, mas também com um assassino foragido que dizem estar atrás dele para vingar Voldemort. E porque todos ficam repetindo para ele não ir atrás do Black?

Nesse livro os verdadeiros motivos de todas as tragédias que cercam os Potter começam a ser revelados, novos personagens são apresentados e mais uma vez temos a sabedoria e frases marcantes de Dumbledore. Não gosto de falar muito da história pois podem ter leitores que ainda não leram a série não gosto de dar spoilers. Caso você seja um deles, leia o mais rápido que puder.

Esse é o meu volume favorito, tanto na série de livros quanto nos filmes. Mesmo que a adaptação tenha deixado a desejar fazendo alguns cortes...
Juro solenemente não fazer nada de bom.
Sobre a autora:

A escritora britânica Joanne Kathleen Rowling nasceu na cidade de Yate, nas proximidades de Bristol, na Inglaterra, em 31 de julho de 1965. Ela se tornaria célebre pela criação do bruxinho Harry Potter, que lhe renderia sete volumes de uma série premiada e aceita quase unanimemente pela crítica e pelo público.Desde cedo a autora cultivava o gosto da leitura, e vários escritores despertaram na menina o desejo de ser uma escritora. Durante a infância ela nutria um amor incondicional por seus avós paternos, seus prediletos. Sua avó, Kathleen Ada Bulgen Rowling faleceu quando a garota tinha apenas 9 anos. Em sua homenagem, Joanne adota seu nome, representado pela letra ‘K’, para completar seu nome artístico – J.K. Rowling.


© ATRASADA PARA O CHÁ- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por